conecte-se conosco


Carros

BYD: o que sabemos sobre marca chinesa que quer comprar fábrica da Ford

Publicado

Do UOL

Em São Paulo (SP)

13/12/2019 04h00

A antiga fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, na grande São Paulo, pode ter encontrado um possível comprador. Após a CAOA afirmar que as chances de adquirir o local são remotas, a bola da vez é a pouco conhecida fabricante chinesa BYD, de acordo com reportagem publicada na Folha de S. Paulo.

No Brasil desde 2015, a empresa possui linha de produção no país desde 2017. Ela está instalada na cidade de Campinas, no interior do estado de São Paulo. Atualmente a BYD fabrica apenas chassis para ônibus elétricos e painéis solares em pequena escala. E, devido à ambição de aumentar sua produção, a empresa estuda adquirir a fábrica abandonada pela Ford na Grande São Paulo.

O principal objetivo a princípio seria construir caminhões elétricos para o Brasil e para outros países da América do Sul. No entanto, as conversas para a aquisição da fábrica ainda estão em estágio inicial.

Fundada em 2003, a BYD Auto é subsidiária da BYD Company (sigla que significa Build Your Dreams, “construa seus sonhos” em português). Constituída em 1995, a empresa também faz bicicletas elétricas, empilhadeiras e baterias recarregáveis, além dos já citados ônibus, caminhões, carros e painéis solares.

Leia mais:  Land Rover lança novo Evoque no Brasil por R$ 312.900

Na última década, a BYD se estabilizou muito bem no mercado de automóveis. A fabricante sempre vendeu mais de 400 mil veículos por ano mundialmente, alcançando eventualmente picos de mais de 500 mil. Assim, ela vende em média pouco menos de 40 mil unidades por mês.

Maior produtora de veículos elétricos no mundo, a marca possui apenas dois de seus 14 carros em linha sem opção de motorização elétrica. A esmagadora maioria de seus veículos é composta por motores elétricos, incluindo todos os seus ônibus e todos os seus caminhões à venda.

Neste ano a empresa lançou seu centro de design. O time integra ex-profissionais de Audi, Ferrari e Mercedes-Benz. A primeira criação foi o conceito E-SEED GT, mostrado no Salão de Xangai, no início do ano.

FONTE:UOL

publicidade

Carros

Novo Volkswagen Polo GTS será vendido por R$ 103.440

Publicado

Volkswagen Polo GTS chega às lojas no fim de janeiro e já tem tabela de preço sugerido divulgada pelas concessionárias

O Volkswagen Polo GTS, versão esportiva do hatch compacto da marca, será vendido por R$ 103.440. Pelo menos é este o preço que aparece em uma tabela de uma concessionária conseguida com exclusividade pelo perfil do Instagram @polomk6club.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

O modelo começa a ser vendido no fim de janeiro e tem motor 1.4 TSI de 150 cv. Este preço da lista da loja mostra o carro na cor cinza metálica, com a qual ele aparece em todas as fotos de divulgação. E com o som Beats como opcional.

Se retirados estes dois itens, que são opcionais em outras versões do Polo, o preço cai para R$ 99.470. Mas como só há esta versão na lista, é possível que ele venha sempre com este pacote. Pelo menos em um primeiro momento.

Polo GTS já foi avaliado

O Jornal do Carro, inclusive, já avaliou o Polo GTS, em algumas voltas com ele no autódromo da Fazenda Capuava, no interior de São Paulo. O resultado foi positivo, no fim da avaliação. Veja como ele se comportou lendo a avaliação que está aqui!

Leia mais:  Primeiro Porsche da história, carro do pré-Guerra vai a leilão nos EUA

Fonte:Jornal do Carro

Continue lendo

Carros

Corolla fica até R$ 5 mil mais caro em 2020

Publicado

Nova tabela tem aumentoa entre R$ 2 mil e R$ 5 mil em todas as versões do sedã. Corolla agora parte de R$ 101.990

Toyota mal esperou 2020 começar para revelar a nova tabela de preços do Corolla, a novidade de 2019. E, como previsto, todas as versões do sedã ficaram mais caras com a virada do ano. Agora, a variante mais “em conta”, a GLi 2.0, custa R$ 101.990. A alta foi de R$ 2 mil em relação ao ano passado.

A versão intermediária XEi 2.0 também aumentou R$ 2 mil e foi a R$ 112.990. A Altis subiu R$ 4 mil e foi a R$ 128.990. Todas são equipadas com o motor 2.0 de 177 cv e 21,4 mkgf associado ao câmbio automático CVT. A versão Altis Hybrid custava o mesmo variante 2.0 e também passou a R$ 128.990.

Mais caro que Prius

O maior aumento ficou para a “cereja do bolo” e uma das versões mais procuradas do Corolla. A Altis Premium Hybrid subiu R$ 5 mil e chega a custar R$ 135.990. O novo preço deixou o Corolla de topo mais caro até que o Prius, vendido por R$ 134.990 ainda na linha 2019.

Leia mais:  Novo SUV da Fiat é flagrado em São Paulo

Os Corolla de topo são bem equipados. Há itens como controle de cruzeiro adaptativo, ar-condicionado de duas zonas, chave presencial com partida por botão e alertas de faixa de rolamento e ponto cego. A central multimídia tem Apple CarPlay e Android Auto.

A diferença do Corolla híbrido para o Prius é que o motor 1.8 é flexível e ligeiramente mais potente, com 101 cv ante 98 cv modelo japonês. No entanto, o Prius tem itens não disponíveis no Corolla, como sistema de som com alto-falantes da JBL e carregador sem fio para celulares.

Fonte:Jornal do Carro

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana