conecte-se conosco


Policial

Dupla é detida por espancar rival até a morte em MT

Publicado

Um homicídio em que a vítima foi espancada até a morte, ocorrido no município de Araguaiana (563 km ao Leste de Cuiabá) foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, com o cumprimento de ordens judiciais contra os dois envolvidos no crime, sendo um deles, menor de idade. Os suspeitos responderão por homicídio qualificado pelo motivo fútil.

O crime ocorreu, na terça-feira (07), durante as festividades da folia de Santos Reis, quando a vítima, Marcelo Alves dos Santos, foi espancada até a morte. O corpo foi localizado logo pela manhã, em um terreno abandonado, a cerca de 30 metros de onde ocorria a festa.

Assim que foi acionada dos fatos, a equipe de investigadores da Delegacia de Araguaiana iniciou as diligências, intimando e ouvindo testemunhas que pudessem auxiliar no esclarecimento do crime. Com base nas oitivas e também de troca de informações com a Polícia Militar, os investigadores chegou a identificação dos dois autores do crime, um deles menor de 17 anos.

Diante das evidências, o delegado Wilyney Santana Borges, representou ao Juízo de Barra do Garças pela prisão do suspeito maior de idade e pela apreensão do menor, sendo as duas ordens judiciais expedidas pela Justiça.

Leia mais:  Repressão ao tráfico de drogas prende 191 traficantes no 1º semestre

Os dois suspeitos foram localizados e após terem os mandados cumpridos, confessaram a participação no crime, dando maiores detalhes sobre os fatos.

Participaram da ação, os policiais civis, investigador Abel César e escrivã Rebeca com apoio da Polícia Militar de Araguaiana.

Fonte: FolhaMax

publicidade

Policial

PMs são presos suspeitos de agredir clientes em bar e atirar em mulher em MT

Publicado

Um dos tiros atingiu uma mulher de 44 anos, que estava do lado de fora. Ela ficou ferida no rosto e no pescoço e foi socorrida para o hospital regional.

Dois policiais militares foram presos na noite dessa sexta-feira (17), em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, depois de uma confusão em um bar da cidade. Ezio Sousa Dias e Webert Batista Ribeiros, ambos de 30 anos, são suspeitos de agredir clientes do estabelecimentos e efetuar disparos.

Um dos tiros atingiu uma mulher de 44 anos, que estava do lado de fora. Ela ficou ferida no rosto e no pescoço e foi socorrida para o hospital regional. Já passou por cirurgia e está internada.

Eles foram presos em flagrante pela Polícia Militar e autuados pela Polícia Civil. Um deles foi preso na casa da mãe e outro no alojamento do 12º Batalhão da Polícia Militar.

Os dois estão presos na unidade militar local.

O comando da Polícia Militar em Sorriso informou que a Corregedoria da instituição foi comunicada do ocorrido e os policiais devem responder a processo administrativo.

Leia mais:  Polícia Civil prende homem que ameaçava ex-companheira de morte em Várzea Grande

Fonte:G1 mt

Continue lendo

Policial

Homem casado mata mulher estrangulada em igreja

Publicado

O autor do primeiro feminicídio de 2020 é um jovem de 20 anos, que é casado e mantinha um relacionamento extraconjugal com a vítima, Larissa Francisco Maciel, havia dois meses. A diarista foi morta na madrugada de 6 de janeiro, na Candangolândia, após uma festa que era realizada em um posto de gasolina. O corpo dela foi encontrado nu, no altar da Igreja Evangélica Tenda da Libertação. O assassino foi preso na quarta-feira (15/01/2020).

A Polícia Civil não informou o nome nem onde mora o criminoso em função da Lei de Abuso de Autoridade, que impede a divulgação de imagens e informações de pessoas presas. O único dado é que o homem trabalha na Candangolândia e foi detido no serviço. “Foi um longo trabalho de análise de imagens e oitiva de testemunhas até chegar ao responsável. Na delegacia, ele confessou a autoria”, afirmou o delegado Rafael Bernardini, da 11ª DP (Núcleo Bandeirante), responsável pelas investigações. O delegado, no entanto, optou por não revelar detalhes sobre a motivação ou dinâmica do crime.

Leia mais:  Repressão ao tráfico de drogas prende 191 traficantes no 1º semestre

A polícia identificou o assassino com Larissa em imagens de um posto de gasolina e por meio de duas testemunhas que deram depoimentos decisivos para o desfecho do caso. Segundo o delegado, as dependências da Igreja Evangélica Tenda da Libertação, onde o corpo foi encontrado, são usadas por vários casais que estão em busca de um lugar para fazer sexo à noite. “É um local fechado, com certa privacidade, que as pessoas usam com a intenção de manter relações sexuais”, disse o investigador.

Fonte:metrópoles

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana