conecte-se conosco


São Felix do Araguaia

Eleitos os cincos novos conselheiros tutelares em São Félix do Araguaia

Publicado

E uma eleição bastante tranquila onde mais de mil eleitores compareceram às urnas, foram eleitos neste domingo (06) os novos Conselheiros Tutelares de São Félix do Araguaia – MT. A eleição ocorreu das 8h às 17h nas Escolas Estaduais Hilda Rocha, no centro da cidade e Severiano Neves na Vila Santo Antonio e teve 12 inscritos. A eleição foi coordenada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) e ocorreu dentro da normalidade. O voto não era obrigatório, mas qualquer pessoa com título de eleitor podia votar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foram eleitos: Caio Dias Reis (576), Rosiane dos Santos Milhomem (527), Ricardo Braz de Lima (473), Flávia Pereira Campos (450), Lilian Aparecida Mendes Barbosa (421) e Suplente Zorayma de Oliveira Brito (411).

Os demais candidatos obtiveram a seguinte votação: Adriana de Araújo (317), Aerica Bezerra da Silva (292), Andreia  Cristina Cirqueira Barbosa (333), Duana  Viana Ramos (312), Eurides  Luz de Araújo (189) e Lailla Costa Lopes (225).

Leia mais:  PROMOTORIA DE SÃO FÉLIX DO ARAGUAIA INSTAURA INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO CONTRA PREFEITA JANAILZA POR DESVIO DE DINHEIRO DAS PONTES

A promotora de Justiça de São Félix do Araguaia (MPE); Dra. Kelly Cristina, também acompanhou todo o período eleitoral, inclusive a apuração dos votos.

Os novos conselheiros que foram escolhidos pelos eleitores, vão trabalhar em prol de crianças e adolescentes a partir de 10 de janeiro 2020 e terão mandato de 4 anos. É cabível a reeleição por vários mandatos.

O conselho tutelar foi criado para, caso alguém venha falhar, seja a sociedade, o estado, a família ou a própria criança ou adolescente, o direito violado seja guardado, zelado. (Art. 98/131 ECA)

Portanto, trata se de um órgão de defesa que somente agirá quando houver uma ameaça ou uma violação desses direitos, para aplicação de medidas de proteção, insculpidas nos artigos 18b, 101 e 129, todos do Eca, e além disso, eventualmente, encaminhará situação ao ministério público ou ao poder judiciário, a depender de cada situação. Faz isso para reparar a falha.

 

 

Fonte:Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia

publicidade

São Felix do Araguaia

Bispo é internado aos 92 anos em MT

Publicado

casaldaliga.jpg

Dom Pedro Casaldáliga, bispo emérito da Prelazia de São Félix, está internado em um hospital de São Félix com insuficiência respiratória. O estado de saúde do religioso é considerado delicado e sofreu uma piora as últimas horas.

Chegou, inclusive, ser a avaliada a transferência do bispo para outro hospital com mais recursos, porém, como está muito debilitado, os médicos aconselharam mantê-lo na unidade de São Félix. Aos 92 anos, Dom Pedro Casaldáliga também sofre do mal de parkinson. Ano passado ele também foi acometido por tuberculose.

 

FONTE:FOLHA MAX

Leia mais:  Bispo é internado aos 92 anos em MT
Continue lendo

São Felix do Araguaia

Com a bênção de Carlos Bezerra, prefeita de São Félix escapa da cassação

Publicado

Com a bênção do cacique Carlos Bezerra, a prefeita Janailza Taveira  escapa de uma CPI na Câmara e continua no cargo em São Félix do Araguaia

 

Afastada da prefeitura judicialmente e à espera da decisão dos vereadores sobre o relatório de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) que poderia resultar na sua cassação, por improbidade administrativa. Assim começou a quinta-feira, 23 de julho, pra prefeita de São Félix do Araguaia, Janailza Taveira (SD). O dia terminou com um refresco e a madrugada desta sexta-feira lhe deu alívio. Seu mandato foi salvo pelo empate em quatro votos e uma abstenção salvadora que impediu sua degola.

 

Os nove vereadores por São Félix do Araguaia se dividiram em dois grupos: um vestindo a camisa da prefeita e outro querendo seu escalpo. As forças se equivaleram, mas  Dilson Bezerra (MDB) se absteve. Janailza estava salva. Horas antes, o desembargador Mário Kono, da Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça, relator de um agravo de instrumento da prefeit,a lhe devolveru o cargo, jogando por terra  a decisão do juiz de São Félix, que em 17 deste mês a afastou do cargo por 15 dias. O juiz acatou a argumentação de Thais Mari Bezerra de Sousa, de que Janailza estaria pressionando vereadores e testemunhas da comissão processante que resultou na CPI, que agora chega ao fim.

Leia mais:  Bispo é internado aos 92 anos em MT

Com a decisão do desembargador e aliviada com ela, Janailza foi para a Câmara assistir seu julgamento. .Oficialmente o placar mostrou que a relatora da CPI, Patrícia Paiva (PROS);  Antônio Miranda (Progressistas), Gesner Biondo (PROS) e João Neto (PSC)  votaram pela degola; e que  a presidente Rita Gomes (MDB), Cida  Brandão (MDB), Emerson Giraldeli ((MDB) e Jusmar Alves (SD) inocentaram Janailza; e que Dilson Bezerra (MDB) ficou em cima do muro se abstendo.

Nos bastidores, se comenta que o MDB obedecendo ordem de seu cacique estadual e deputado federal Carlos Bezerra teria negociado com a prefeita. O partido impediria sua degola, e ela, em contrapartida, não seria candidata à reeleição, pra aplainar o caminho do ex-prefeito liderado por Bezerra, Usley Gomes. A abstenção de Dilson Bezerra, regimentalmente foi voto travesso e decisivo pra Janailza. Claro que as partes negam, mas em sua defesa na sessão a prefeita disse que tudo que queria era concluir seu mandato em paz, cuidar de sua família e que em nome do entendimento abriria mão do direito de tentar novo mandato. Pra quem saber ler um pingo é letra.

Leia mais:  JUSTIÇA AFASTA PREFEITA JANAILZA POR TENTATIVA DE COMPRAR VEREADORES, TESTEMUNHA E POR SE ALIAR A OFICIAL DE JUSTIÇA PARA FRAUDAR PROCESSO.

ACUSAÇÃO – Janailza foi acusada de improbidade administrativa na construção de pontes nos anos de 2017 a 2019. Além do montante gasto, que teria indicíos de superfaturamento, Janailza também foi acusada  de utilizar madeiramento inferior nas obras. As contas da prefeita foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, o que nada significa, pois tradicionalmente esse tribunal aprova tudo, como demonstram as aprovações das contas do ex-governador Silval Barbosa e do ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva.

AMM – Janailza é a segunda-vice-presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), entidade presidida pelo não prefeito Neurilan Fraga, e que tem em sua composição o secretário-geral Jonas Canarinho (PSL), que era prefeito de Aripuanã, e que em junho foi cassado pela Câmara, por improbidade administrativa.

FONTE:BOA MIDIA

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana