conecte-se conosco


Entretenimento

Igreja brasileira precisa focar aqui antes de sair pelo mundo, segundo Missionário

Publicado

O pastor e missionário evangélico Ron Sanchez fez um alerta sobre a tendência dos cristãos brasileiros preocuparem-se mais em evangelizar no exterior do que dentro do próprio país.

Pobreza financeira e espiritual atinge boa parte do Brasil.

“Acho difícil justificar o envio de seus missionários pelo mundo quando, aqui no Nordeste do Brasil, não há meios apropriados [em algumas comunidades] para ouvir sobre o Evangelho ou para serem ensinados sobre a Bíblia”, diz o pastor.

Ron é Vice-presidente da Jacob’s Well, um projeto missionário que começou nos Estados Unidos e que atualmente desenvolve projetos também no Nordeste brasileiro, promovendo a qualidade de vida da população local através da produção de água sustentável.

“O Poço de Jacó viu uma necessidade diferente de abordar o trabalho missionário e de desenvolvimento no Brasil — viu uma necessidade de focar no desenvolvimento do indivíduo e das famílias ao invés de apenas trazer projetos aos quais poderiam ou não dar certo, se as pessoas não conseguissem se desenvolver e levar o projeto por conta própria”, disse em entrevista ao Guiame.

Leia mais:  Ministro diz que governo escolherá temas de filmes feitos com dinheiro público

O missionário evangélico fez questão de ressaltar a diferença entre fazer missões e fazer caridade, e disse que tudo flui de forma natural quando se faz da maneira correta.

“Eu creio que quando Jesus chamou seus primeiros discípulos, Ele estava tentando ensiná-los a serem pescadores de homens. Ele tem um discipulado e treinamento bem intencionado nas pessoas que Ele chamou para segui-Lo”, disse.

O pastor acredita que é preciso ensinar as pessoas a usarem suas próprias ferramentas para combater seus problemas.

“Então você pode ensinar uma pessoa a fazer algo seguindo uma receita, mas quando ensinamos uma pessoa a usar ferramentas ou recursos que ela tem, a maior lição que ela terá é aprender a se desenvolver de forma que ela mesma poderá resolver seus problemas”, afirmou.

A conclusão, como já ficou clara, é a de que a igreja do Brasil “tem uma grande responsabilidade em alcançar seu próprio povo”, conclui o pastor missionário.

FONTE:O LEÃO DE JUDA

publicidade

Entretenimento

Escola cristã expulsa aluna por comprar bolo arco-íris

Publicado

Uma mulher que vive na cidade de Louisville, Kentucky, EUA afirmou que uma escola cristã expulsou sua filha após a adolescente celebrar seu aniversário com um bolo de arco-íris. Em dezembro, quando Kayla Kenney fez 15 anos, a sua mãe, Kimberly Alford, publicou uma foto da jovem com um bolo com as cores do arco-íris. A menina também usava um suéter com listras coloridas.

Fonte:Buzzfeed News

Leia mais:  Ministro diz que governo escolherá temas de filmes feitos com dinheiro público
Continue lendo

Entretenimento

Eduardo Costa presta depoimento à Polícia Civil

Publicado

O cantor Eduardo Costa e o irmão dele, Weliton Costa, prestaram depoimento à Polícia Civil no fim da tarde desta terça-feira (14), em Belo Horizonte. A polícia investiga uma suposta ameaça ao cantor Clayton, da dupla Clayton e Romário.

Segundo a Polícia Civil, o cantor e o irmão compareceram espontaneamente à Delegacia Adida Juizado Especial Criminal, na capital mineira, um dia antes do previsto por intimação. A delegada responsável pelo caso não quis dar detalhes do teor do depoimento e disse que o caso já está com a Justiça, que vai agendar uma audiência para ouvir as partes.

De acordo com um boletim de ocorrência registrado no dia 23 de dezembro, mensagens com ameaças teriam sido enviadas ao celular de Romário, irmão de Clayton Moreira Lemos. Segundo o relato feito aos policiais, Eduardo não estaria aceitando o relacionamento de Clayton com uma ex-namorada dele.

Nesta terça-feira, segundo a Polícia Civil, Eduardo e o irmão assinaram um termo circunstanciado de ocorrência (TCO). O documento foi encaminhado para a Justiça.

Na quarta-feira (8), policiais civis foram até a casa do cantor, no bairro Bandeirantes, na Região da Pampulha, para intimar o sertanejo a prestar depoimento.

Leia mais:  Em iate de R$ 320 milhões, Enzo Celulari curte férias com namorada na Europa

No dia em que a intimação foi entregue, a assessoria do cantor disse que ele “está à disposição da Justiça para prestar todos os esclarecimentos sobre os últimos acontecimentos”. O G1 entrou em contato com Eduardo Costa novamente nesta quarta-feira (15) e, até a última atualização desta reportagem, não havia obtido retorno.

Outras investigações

Em 2018, o cantor Eduardo Costa foi apontado como suspeito de estelionato em um inquérito que investiga a venda de uma casa no balneário de Escarpas do Lago, em Capitólio, no Sul de Minas, avaliada entre R$ 6,5 milhões e R$ 7 milhões. Segundo a polícia, o sertanejo negociou o imóvel com um casal em troca de uma casa na Região da Pampulha, na capital mineira.

Na época, ele prestou depoimento no Departamento Estadual de Investigação de Fraudes, em BH, e negou aos jornalistas qualquer tipo de crime. Pelo menos nove testemunhas foram ouvidas sobre este caso.

O advogado do casal que comprou a casa do sertanejo pediu, ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) o afastamento do delegado responsável pelo inquérito. A defesa deles também pediu que o cantor Marrone, da dupla Bruno & Marrone, fosse ouvido na Justiça, no processo envolvendo o cantor sertanejo.

Leia mais:  Kate Middleton e Meghan Markle aparecem juntas com os filhos em disputa de polo

No mesmo ano, ele foi parte em um processo que apurava suspeita de crime contra a fauna, também em Capitólio. O cantor teria mantido em casa três pássaros silvestres, conforme Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) registrado pela Polícia Civil.

Fonte:G1

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana