conecte-se conosco


Esportes

Jogadora da Superliga se aposenta por problema cardíaco: “Hoje um sonho se vai”

Publicado

Mariana Galon%2C jogadora de vôlei arrow-options
Arquivo pessoal

Mariana Galon, jogadora de vôlei

A levantadora Mariana Galon , de 25 anos de idade e 1,74m de altura, que atuou com a camisa do Curitiba Vôlei na última temporada da Superliga feminina de vôlei , anunciou que está se aposentando das quadras.

Leia também: Brasileiros que vão bem no Pan de Lima podem repetir feito em Tóquio 2020?

A jogadora revelou, por meio do seu perfil oficial no Instagram, que descobriu um problema no coração chamado miocardiopatia hipertrófica, doença que a impede de ser atleta profissional.

Mariana Galon nasceu no México, mas é filha de pais brasileiros e, por isso, tem dupla cidadania. Além do Curitiba Vôlei, ela também defendeu São Caetano e Dentil/Praia Clube.

Mariana Galon%2C jogadora de vôlei arrow-options
Arquivo pessoal

Mariana Galon, jogadora de vôlei

Em seu depoimento emocionado na rede social, Mariana revelou estar sentindo muira dor no peito ao dizer adeus às quadras como atleta, mas celebra estar dizendo “oi” para a nova vida. 

Leia também: De Harry Potter para a vida real: Conheça o quadribol para “trouxas”

Ver essa foto no Instagram

Bom, queria contar uma coisa a vocês! Jogo vôlei a 19 anos, desde os meus 6 e até antes disso sou apaixonada por esse esporte (e apaixonada por esportes em geral). Hoje cá estou com muita dor no peito dizendo adeus das quadras como atleta e dizendo oi para uma nova vida! Antes de tudo, queria agradecer de coração a TODOS que fizeram parte da minha história de alguma maneira, a todos que conheci e tive o privilégio de ter uma amizade. Preciso também agradecer a esse esporte que me ensinou tantas coisas principalmente como ser humano. Me ensinou o que é amar, o que é respeitar o outro e suas diferenças, me ensinou a ter resiliência, me ensinou a ter disciplina, determinação, responsabilidade…posso ficar até amanhã falando de tudo o vôlei já agregou na minha vida. Descobrimos em exames de rotinas na pré-temporada que tenho uma doença no coração chamada miocardiopatia hipertrófica, basicamente é uma doença que não me permite ser atleta mas sim em ter uma vida normal e saudável. Não consigo mensurar a dor que sinto em deixar as quadras, pois foi uma vida inteira de dedicação, mas agradeço a Deus por estar viva e poder ter uma outra chance de descobrir outras paixões! Jamais entenderei os planos Dele e nem quero, só me basta agradecer! Obrigada a todos que já estão me apoiando, sem vocês não sei o que seria de mim! Hoje um sonho se vai e amanhã um novo sonho virá. GRATA por tudo o que vivi em todos esses anos e agora necessito encontrar uma nova Galon!

Uma publicação compartilhada por Mariana Galon (@mariana_galon) em 8 de Ago, 2019 às 3:34 PDT

“Preciso também agradecer a esse esporte que me ensinou tantas coisas principalmente como ser humano. Me ensinou o que é amar, o que é respeitar o outro e suas diferenças, me ensinou a ter resiliência, me ensinou a ter disciplina, determinação, responsabilidade…posso ficar até amanhã falando de tudo o vôlei já agregou na minha vida”, disse a atleta.

“Descobrimos em exames de rotinas na pré-temporada que tenho uma doença no coração chamada miocardiopatia hipertrófica, basicamente é uma doença que não me permite ser atleta mas sim em ter uma vida normal e saudável. Não consigo mensurar a dor que sinto em deixar as quadras, pois foi uma vida inteira de dedicação, mas agradeço a Deus por estar viva e poder ter uma outra chance de descobrir outras paixões!”, continuou.

Mariana Galon, jogadora de vôlei arrow-options
Arquivo pessoal

Mariana Galon, jogadora de vôlei

“Jamais entenderei os planos Dele e nem quero, só me basta agradecer! Obrigada a todos que já estão me apoiando, sem vocês não sei o que seria de mim! Hoje um sonho se vai e amanhã um novo sonho virá. GRATA por tudo o que vivi em todos esses anos e agora necessito encontrar uma nova Galon”, finalizou Mariana.

O time do Paraná também emitiu um comunicado oficial via assessoria de imprensa.

Confira abaixo:

“Durante os exames realizados na pré-temporada do Curitiba Vôlei foram identificadas alterações cardíacas na jogadora Mariana Galon. O diagnóstico apontou uma miocardiopatia hipertrófica – patologia que impede a prática esportiva profissional de alto rendimento. O Curitiba Vôlei agradece por toda dedicação e luta pela evolução do voleibol e deseja todo sucesso nessa nova fase”.

Leia mais:  Mkhitaryan não irá para final da Liga Europa com o Arsenal por conflito político
publicidade

Esportes

Índio de Canarana assina com o Flamengo

Publicado


Após disputar Copa São Paulo por time de Brasília, Vinicius assinou com o time carioca

O indígena canaranense Vinicius Urissapa Ianumaka Kamaiura, 17 anos, depois de disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Real Brasília-DF, acaba de assinar com o Flamengo do Rio de Janeiro. Não temos informações sobre os detalhes do contrato.

A Victrix, que agencia a carreira do atleta, postou no Instagram a seguinte mensagem: “Jogar em time de menor expressão não significa que você não irá alcançar voos mais altos. Na verdade, se você não acreditar em si mesmo, não adianta o peso da camisa que você irá vestir. Esse é o índio que saiu de Canarana-MT, acreditou em um planejamento de carreira da Victrix e abraçou o Real Brasília como sua casa. Em menos de um ano cá estamos nós no Flamengo. “Índio” agora é do Flamengo”.

“Índio”, como é apelidado, que já integrou a Seleção Brasileira Sub-15, é neto do cacique Tabata Kuikuro, que antes mesmo de conhecer o futebol ou mesmo ver uma bola, escutava pelo rádio, dentro do Parque Indígena do Xingu, as narrações dos jogos da Seleção Brasileira de Pelé e companhia.

Leia mais:  Em busca do título! Relembre as campanhas da seleção feminina nas Copas do Mundo

Fonte:Jornal O Pioneiro

Continue lendo

Esportes

Final do Mundial definida: Flamengo vs. Liverpool

Publicado

Finalmente a tão aguarda final do Mundial de Clubes da FIFA foi definida, e deu o que todos esperavam: o Flamengo irá enfrentar o Liverpool no sábado, dia 21, no estádio Khalifa Internacional, em Doha, no Qatar.

A grande final, que era tudo em que o torcedor do Flamengo pensava, desde que o clube foi campeão da Libertadores e do Brasileirão (no mesmo final de semana), foi definida após as duas equipes superarem seus adversários nas semifinais dos dias 17 e 18.

Agora, toda a atenção está voltada para sábado e o torcedor flamenguista sabe que não vai ser uma tarefa fácil ganhar do Liverpool, uma das potências europeias e mundiais da atualidade.

O caminho até a final do Mundial

Como já é definido no regulamento há muitos anos, o Flamengo e o Liverpool, campeões da Libertadores 2019 e da Champions League 2018/2019, respectivamente, entraram no torneio apenas nas semifinais.

Os primeiros a entrar em campo foram os brasileiros, que jogaram na terça-feira, dia 17, contra o Al Hilal, campeão da Liga dos Campeões da AFC desse ano.

Apesar do sufoco que passou no primeiro tempo, ao começar perdendo por 1×0, o time brasileiro voltou com tudo depois do intervalo e venceu a partida por 3×1, garantindo a vaga na grande final do Mundial do dia 21, com show de Bruno Henrique.

Já o Liverpool entrou em campo na quarta-feira, dia 18, contra o Monterrey, campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF 2019, e venceu o jogo por 2×1.

O jogo do time inglês, aliás, foi bem mais difícil do que qualquer torcedor dos Reds ou do próprio Monterrey esperava, e foi decidido apenas nos acréscimos, com gol do brasileiro Roberto Firmino.

A equipe inglesa, aliás, entrou em campo com uma equipe “alternativa”, por decisão do técnico Jurgen Klopp, depois de ter jogado uma rodada do campeonato inglês no sábado, dia 14.

A escalação titular não contou com Mané, Firmino (que entrou e marcou o gol da vitória que levou a equipe à final) e Van Djik, desfalque por conta de doença.

Apesar de não ter feito uma boa partida, para a maioria, os ingleses ainda chegam à final do sábado como os principais favoritos ao título mundial.

A grande final do Mundial

A final do Mundial, que será disputada no estádio Khalifa Internacional, em Doha, no Qatar, tem para os torcedores ingleses um clima de revanche, pela derrota na Copa Intercontinental (antigo mundial) de 1981, para o time brasileiro, por 3×0.

Jogadores estrelas do Liverpool, como Alisson Becker e Sadio Mané, consideram que o jogo contra os brasileiros será bastante difícil, e que a equipe precisará dar o máximo de si se deseja voltar com o título mundial para a Inglaterra.

Para isso, o Liverpool deve entrar com força máxima na grande final, com Firmino e Mané de volta ao time titular, mas ainda sem a confirmação de Klopp sobre se Van Dijk terá condições de jogo.

O Flamengo também deverá entrar com o que há de melhor no seu elenco, apesar da preocupação que há com a condição física do lateral Filipe Luís e do meia Gerson, que apresentam alto desgaste pela maratona de jogos.

Pelos dois terem sido contratados sem férias, a queda no rendimento dos dois pela parte física é evidente, principalmente do lateral esquerdo, que foi bastante criticado no jogo contra o Al Hilal.

Agora é esperar até o jogo de sábado para saber quem sairá vitorioso dessa que é considerada como a mais empolgante final de mundial de clubes dos últimos tempos.

E você torcedor, acha que o Mengão vai conseguir superar os ingleses e trazer o bicampeonato mundial para casa?

Fonte:Cenário MT

Leia mais:  “El Mago” Valdívia, ex-Palmeiras, se envolve em nova polêmica no futebol chileno

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana