conecte-se conosco


Policial

Menino morre após ser espancado por padrasto em MT

Publicado

O menino de 2 anos, que estava internado depois de ser espancado pelo padrasto em Juína, a 737 km de Cuiabá, morreu nesse domingo (1º) no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC). O corpo de Júnior Ribeiro Ferreira foi liberado por policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O padrasto foi preso no dia 22 de novembro suspeito de espancar o enteado de 2 anos no dia 17 do mesmo mês. Igor Campos de Almeida, de 18 anos, confessou à Polícia Civil ter agredido a criança sem motivo.

O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá. Não há informações sobre detalhes do velório dele.

Júnior foi levado pela mãe a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em estado grave. Ele permaneceu em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por três dias.

Depois, foi transferido para a UTI em Cuiabá, onde até então estava internado.

Segundo a polícia, a princípio, o padrasto e a mãe alegaram que os hematomas no corpo da criança foram causados por uma queda acidental quando a criança corria na rua, entretanto, o exame de corpo de delito apontou agressão física.

Leia mais:  Casal é detido por fazer sexo dentro de veículo no centro de Nova Mutum-MT

O suspeito foi preso na casa dele, no Bairro Módulo Cinco, em Juína. Durante o segundo depoimento, ele confessou o crime.

A prisão de Igor foi representada à Justiça e deferida pela Terceira Vara Criminal de Juína.

Igor foi autuado na delegacia por lesão corporal grave e depois encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Juína.

Fonte:G1

publicidade

Policial

Homem é jogado de mirante e esposa está desaparecida em MT

Publicado

Trio suspeito de crime foi preso com caminhonete das vítimas em Rondônia

Um homem de 58 anos, identificado como Luiz Sérgio da Silva Lechuga, foi morto após ser amarrado e jogado do Mirante Salto das Andorinhas, na região de Aripuanã (945 km de Cuiabá). A esposa dele, Rozinha Edileuza da Silva Lechuga, está desaparecida.

Segundo informações repassadas ao FOLHAMAX, três suspeitos foram presos com a caminhonete do casal em Cacoal, em Rondônia.

A Polícia Civil investiga o caso e trabalha inicialmente com hipótese latrocínio (roubo seguido de morte), já que duas caminhonetes, uma Hilux e uma S-10, foram roubadas. Testemunhas relataram à polícia que o casal saiu de casa na companhia de um homem.

O corpo foi achado após uma ligação anônima. A Polícia Civil investiga o crime e realiza buscas para localizar a esposa de Luiz.

O casal teria vindo de Mato Grosso do Sul e morava em uma propriedade rural na comunidade Rio Branco.

Fonte: FolhaMax

Leia mais:  Cinco mulheres são detidas tentando entrar com drogas e aparelho celulares na PCE
Continue lendo

Policial

Filho espanca mãe por reclamar de bagunça em casa e acaba levando “salve” em VG

Publicado

Mulher foi enfocada e agredida pelo filho após ela mandar um vídeo de estado da casa

Um rapaz, identificado como “J.G.”, foi alvo de um “salve” – golpeado com pauladas e chicotadas – após ser apontado como suspeito de espancar a própria mãe depois dela reclamar de bagunça dentro da residência em que ambos moram. O caso ocorreu no bairro Jardim Marajoara, em Várzea Grande, e foi divulgada no programa Balança MT (TV Cidade Verde 12.1) nesta quinta-feira.

No vídeo, o rapaz sofre várias agressões que as imagens precisam ser ofuscadas. Ao menos quatro pessoas participam da “sessão de espancamento”, que só inicia após o próprio jovem confessar que agrediu a mãe.

Não foi informado o estado de saúde do jovem ou se ele foi encaminhado a uma unidade de saúde. Em outro vídeo, uma mulher, que seria a mãe do jovem, aparece com hematomas no rosto e braço. “Olha como está minha cara depois que meu filho tentou me matar. Eu sempre trabalhei, trabalhei. As pessoas sempre me disseram que eu passei a mão na cabeça dele e por isso ele ficou assim. Ele fez isso só porque eu mandei um vídeo para ele e a namorada dele dizendo que a casa estava bagunçada e ele não gostou”, narrou.

Leia mais:  Pelo menos 24 mortos e 13 feridos após acidente com ônibus

A mulher ainda mostra os hematomas no braço e o rosto extremamente machucados. Ela narra que o filho lhe deu vários socos e tentou enforcá-la. “A gente pensa que está criando um filho, mas quando vamos ver criamos uma cobra”, desabafou.

A mulher ainda pede para que o filho passasse por um corretivo. Os criminosos da região acabaram atendendo ao apelo.

VEJA VÍDEOS

Fonte: FolhaMax

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana