conecte-se conosco


Política MT

Núcleo Social da ALMT já apreciou quase 400 matérias em 2019

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

De janeiro a julho de 2019, as quatro comissões que compõem o Núcleo Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) apreciaram 208 projetos de lei, 168 projetos de resolução e um veto. Realizaram ainda 28 visitas técnicas, 8 audiências  públicas, 19 reuniões ordinárias e uma reunião extraordinária.

Conforme estabelece o Regimento Interno da Casa de Leis, as comissões permanentes estão distribuídas em quatro núcleos, sendo o Núcleo Social composto pelas comissões de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto; Saúde, Previdência e Assistência Social; Segurança Pública e Comunitária; e Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, Adolescente e ao Idoso.

Dos 208 projetos de lei apreciados pelas comissões do Núcleo Social, 87 são relacionados à Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto, 55 à Saúde, Previdência e Assistência Social, 35 à Segurança Pública e Comunitária e 31 a Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, Adolescente e ao Idoso.

A distribuição dos projetos é feita por despacho do presidente da Assembleia Legislativa às comissões cujas competências tenham relação com o mérito. Após receber as propostas, a comissão tem a responsabilidade de estudá-las e emitir parecer, que pode ser favorável ou contrário. As proposições somente estarão aptas para votação em Plenário se tiverem cumprido as condições regimentais e estiverem com os pareceres das comissões a que foram distribuídas.

Leia mais:  Projeto de Thiago Silva cria apoio tecnológico aos municípios

Visitas técnicas -As comissões de Saúde, Educação e Segurança realizaram 28 visitas técnicas a escolas, hospitais e unidades geridas pela Segurança Pública. Composta pelos deputados Paulo Araújo (PP), Lúdio Cabral (PT), Dr. João (MDB), Dr. Gimenez (PV) e Dr. Eugênio (PSB), a Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social visitou o Centro Integrado de Assistência Psicossocial (CIAPS) Adauto Botelho, o MT Hemocentro e o Centro Estadual de Referência em Média e Alta Complexidade (Cermac), em Cuiabá, o Hospital Metropolitano de Várzea Grande, o Hospital Regional, o Hospital Vale do Araguaia e a Pestalozzi, em Água Boa, bem como os Hospitais Regionais de Rondonópolis, Cáceres e Barra do Bugres.

A Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto realizou visitas técnicas em 14 escolas localizadas nos municípios de Cuiabá, Rondonópolis, Juscimeira, Poxoréu, Pedra Preta, Primavera do Leste, Rosário Oeste e Santo Antônio de Leverger. Presidida pelo deputado estadualThiago Silva (MDB),a comissão conta ainda com os deputadosValdir Barranco (PT),Sebastião Rezende (PSC), Dr. João (MDB) e Wilson Santos (PSDB).

A Comissão de Segurança Pública e Comunitária, por sua vez, vistoriou o Centro de Custódia da Capital (CCC), o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e o 3º Batalhão da Polícia Militar de Mato Grosso, localizados em Cuiabá, e a cadeia pública que está em construção em Várzea Grande. Integram a comissão os deputados Elizeu Nascimento (DC),Delegado Claudinei (PSL), João Batista (PROS), Ulysses Moraes (DC) e Silvio Fávero (PSL).

Leia mais:  Deputados cobram utilização de veículos apreendidos para forças de segurança

Audiências públicas – Entre os assuntos debatidos durante as oito audiências públicas realizadas pelas comissões do Núcleo Social, estão a greve dos profissionais da educação, a situação da Rede Pública de Atenção à Saúde Mental do estado e a proposta do Governo do Estado de suspender o funcionamento de delegacias de polícia em municípios do interior.

Reuniões– Além de votar os pareceres dos projetos distribuídos às comissões, os deputados que as integram debateram temas importantes durante as 19 reuniões ordinárias realizadas no período de janeiro a julho. Apenas uma reunião extraordinária foi realizada, sendo esta pela Comissão de Educação, com o objetivo de debater o Plano Estadual de Educação.

Fonte: ALMT
publicidade

Política MT

Eleição para senador em MT na vaga aberta com a cassação de Selma Arruda será no dia 26 de abril

Publicado

Mato-grossenses irão às urnas para eleger o senador que deve assumir o lugar de Selma Arruda.

A eleição para senador em Mato Grosso será no dia 26 de abril deste ano. A data foi anunciada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), nesta quarta-feira (22). A vaga foi aberta com a cassação do mandato da senadora Selma Arruda (Podemos). Ela foicassada em dezembro por abuso de poder econômico e caixa dois na campanha eleitoral de 2018.

Mesmo cassada, Selma Arruda continuou no cargo.

Selma foi condenada pelo TRE-MT em julho de 2019, mas recorreu no cargo. Em dezembro, o TSE manteve a decisão da primeira instância que cassou o mandato dela. O Acórdão foi publicado no dia 19 de dezembro.

Tribunal foi oficialmente comunicado da decisão com a determinação da realização de nova eleição. — Foto: Luiz Gonzaga Neto/TVCATribunal foi oficialmente comunicado da decisão com a determinação da realização de nova eleição. — Foto: Luiz Gonzaga Neto/TVCA

Tribunal foi oficialmente comunicado da decisão com a determinação da realização de nova eleição. — Foto: Luiz Gonzaga Neto/TVCA

Nessa mesma data, o tribunal de Mato Grosso foi oficialmente comunicado da decisão com a determinação da realização de nova eleição.

Leia mais:  Projeto de Thiago Silva cria apoio tecnológico aos municípios

Selma Arruda teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) em abril deste ano. A defesa da parlamentar, então, recorreu ao TSE.

Quando o TRE cassou o mandato de Selma Arruda, a parlamentar divulgou uma nota na qual afirmou estar tranquila porque não cometeu irregularidades.

“A tranquilidade que tenho é com a consciência dos meus atos, a retidão que tive em toda a minha vida e que não seria diferente na minha campanha e trajetória política”, declarou a senadora na ocasião.

Em manifestação enviada ao tribunal em setembro, a Procuradoria-Geral se manifestou a favor da manutenção da cassação. Para o órgão, é “inegável” que a conduta da parlamentar na eleição do ano passado “comprometeu a normalidade, a legitimidade e o equilíbrio do pleito”.

Fonte: G1

Continue lendo

Política MT

Deputado não conta com apoio de Mauro Mendes

Publicado

Aliado do governador Mauro Mendes (DEM), o deputado Max Russi (PSB) é um dos pré-candidatos ao Senado Federal na vaga que será deixada pela senadora Selma Arruda (Podemos) com a confirmação de sua cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Russi acredita que Mendes não ficará neutro na disputa, mas que também não dará apoio à sua candidatura. Apesar dos rumores de que um candidato unificaria a Assembleia Legislativa, o deputado não acredita na hipótese, mas considera importante contar com o apoio da maioria dos pares.

Para o parlamentar, o governador deve se decidir sobre o caso quando o cenário estiver mais claro entre os candidatos. Ele acredita que Mendes deve definir apoio para o seu vice-governador, Otaviano Pivetta (PDT) ou para algum candidato que o DEM colocar na disputa.

“Acho que o governador tem que ver quem realmente vai sair, depois fazer uma análise de apoio, eu não me elegi no grupo dele, então acho que ele apoie o vice ou alguém do DEM”, declarou.

Leia mais:  Deputado cobra Sinfra sobre reservatório de água para São José dos Quatro Marcos

Quanto a possibilidade de ser o candidato da Assembleia, Max não acredita na unificação. Porém, destaca que o apoio do máximo de deputados estaduais é importante para o processo.

“Não acredito em candidato da Assembleia. Agora, o apoio de cada deputado soma muita, porque tem contato direto com a base, tenho conversado bastante, mas nada fechado ainda”, disso.

Fonte:Gazeta Digital

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana