conecte-se conosco


Política Nacional

O pesadelo de Jayme pelo poder

Publicado

O senador Jayme Campos, prefeito de fato, mas não de direito, dorme e acorda pensando em quem lançar à sucessão da esposa Lucimar Campos (DEM) para prosseguir no poder em Várzea Grande.

Já avaliou o perfil de alguns como alternativas de candidatura, como do vice, empresário José Hazama; do ex-vice-prefeito e também empresário Toninho Domingos; do ex-vereador e secretário de Governo Kalil Baracat, do secretário de Estado César Miranda (Desenvolvimento Econômico) e até do sobrinho Júlio Campos Neto.

E não sentiu firmeza no projeto com nenhum deles de cabeça de chapa.Por sorte, Lucimar, que está no segundo mandato, é bem avaliada pela população e a oposição, além de desarticulada, não tem um nome capaz de tirar o sono dos Campos. Mesmo assim, Jayme segue sem dormir direito.

Fonte:Blog Romilson Dourado

Leia mais:  Live: governo prepara projeto para dar proteção jurídica a policias
publicidade

Política Nacional

Atricon apoia Maluf presidente do TCE-MT

Publicado

O presidente Atricon – que reúne membros dos Tribunais de Contas do Brasil – Fábio Túlio Filgueiras Nogueira declarou apoio incondicional à candidatura do conselheiro Guilherme Maluf à Presidência do Tribunal de Contas de Mato Grosso.

A declaração de apoio foi feita pelo presidente em reunião realizada na sede da Atricon nesta quarta (9), em Brasília. “O conselheiro Maluf reúne as melhores condições para assumir o cargo em função de sua experiência na área pública e minha expectativa é de que fará um excelente trabalho, célere, imparcial e de acordo com as normas do controle externo na fiscalização dos gastos públicos”, declarou o presidente da Atricon.

Com relação a parceria desenvolvida entre o TCE/MT e a Atricon, o conselheiro Fabio Túlio Filgueiras Nogueira ressaltou que a gestão de Maluf certamente “estará incorporada à missão da Atricon de aprimorar o sistema de controle externo dos Tribunais de Contas do Brasil, onde toda a estrutura das Cortes está direcionada à promoção da boa governança do dinheiro público.

Leia mais:  Live: governo prepara projeto para dar proteção jurídica a policias

Lembrou também que tem ressaltado em diversos encontros realizados entre os TCEs que o “controle contemporâneo”, ultrapassa a análise da conformidade e legalidade dos gastos para buscar a efetividade das políticas públicas. “É um modelo que se coaduna à verdadeira essência da boa governança: o atendimento à cidadania”, realçou o presidente durante evento realizado recentemente no Rio de Janeiro.

Maluf destacou a importância do respaldo da Atricon para sua candidatura à presidente da Corte de Contas do Estado e comentou os desafios já lançados hoje pela instituição para o próximo biênio nos tribunais de contas de todo o Brasil.

“É fundamental nesse momento conseguir esse apoio para a disputa interna, nos garante um respaldo importante para que o processo de eleição seja de composição e não de divisão na Corte. Aproveito para parabenizar o presidente, conselheiro Fabio Nogueira, que aqui em Brasília já orientou para que todos os tribunais de contas do País engajem no desafio de encontrar uma solução para que os Estados consigam concluir as obras inacabadas, em especial as obras da Copa”, pontuou o conselheiro.

Leia mais:  Congresso mantém veto a prestação de assistência odontológica

Maluf também explicou que a Atricon iniciou as discussões sobre a competência e responsabilidade dos TCEs terão no caso da aprovação da PEC 40 pelo Congresso, que prevê que as emendas parlamentares sejam destinadas diretamente para os municípios, sem passar pelos estados. Se a PEC passar, caberá aos tribunais promover a fiscalização dessas emendas.

Com a intenção de concorrer à presidência do TCE-MT, Maluf enfatizou que suas prioridades em uma futura gestão serão uma reforma administrativa visando adequação à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e a melhora no sistema de tecnologia da informação do tribunal.

Fonte:RdNews

Continue lendo

Política Nacional

STJ decide retornos no TCE dia 16

Publicado

Os 15 ministros do STJ devem decidir, no próximo dia 16, o destino dos cinco conselheiros do TCE-MT que o STF afastou, em setembro de 2017, sob a acusação de envolvimento com o esquema de propinas de Silval Barbosa.

Fonte:Folha Max

Leia mais:  Congresso mantém veto a prestação de assistência odontológica
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIZ DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana