conecte-se conosco


Política Nacional

PF flagra prefeito colocando R$ 25 mil na cueca

Publicado

Ao longo da investigação sobre o pagamento de propinas envolvendo as obras da adutora Capivara, no sertão paraibano, a PF identificou 16 entregas de dinheiro em benefício prefeito de Uiraúna João Bosco Nonato Fernandes e do deputado Wilson Siqueira (PTB-PB). Os pagamentos ocorreram diferentes locais de Brasília e da Paraíba e, em uma das ocasiões, os agentes flagraram Bosco colocando na cueca R$ 25 mil, que seriam posteriormente entregues a Santiago.

O parlamentar e o chefe do executivo municipal paraibano foram alvo da Operação Pés de Barro na manhã deste sábado, 21. O ministro determinou o afastamento do cargo de ambos e ainda decretou a prisão de João Bosco Fernandes.

O encontro em que o prefeito colocou dinheiro na cueca, ‘alegando que a camisa seria curta’, aconteceu no dia 23 de outubro no hotel ‘Vó Ita’ localizado no município de Souza, segundo a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República em exercício José Bonifácio Andrada contra a dupla e mais cinco pessoas.

A PGR indica que entre outubro de 2018 e novembro de 2019, a empresa Coenco Construções, responsável pela obra da adutora Capivara, pagou R$ 1,2 milhão em propinas ao parlamentar e R$ 633 mil em vantagens indevidas ao prefeito.

Leia mais:  Witzel consulta Mourão sobre reestruturação do comando da PMRJ

O documento diz ainda que, em tal encontro, o prefeito cobrou de George Barbosa, executivo da Coenco, R$ 200 mil que ainda estavam faltando das propinas acertadas no âmbito do esquema de desvio de recursos. O empresário, no entanto, explicou que só havia levado até o hotel R$ 25 mil para que João Bosco entregasse a Evani Ramalho, secretária parlamentar de Wilson Siqueira, apontada como suposta gerente das propinas recebidas de George Barbosa.

Depois, o Motorista da Secretaria de Governo e Articulação Política do Município de Uiraúna Severino Neto, também investigado no esquema, teria entregue o dinheiro para o motorista de Wilson Santiago, na noite do mesmo dia.

A denúncia que imputa aos investigados os crimes de corrupção e formação de organização criminosa, além de pedir o ressarcimento de R$ 14.894.713,74 aos cofres públicos, apresenta ainda relatos de outras 15 entregas de dinheiro, a maioria delas relacionadas a Evani Ramalho, suposta operadora das propinas.

Segundo a PGR, os encontros teriam acontecido em diferentes locais, incluindo estacionamentos de hotéis e supermercados, praça de alimentação de aeroporto e até mesmo na sede do Partido Trabalhista Brasileiro em João Pessoa.

Leia mais:  Bolsonaro diz que vai vetar trechos da Lei de Abuso de Autoridade 

Fonte: FolhaMax

publicidade

PANDEMIA

Abin teria alertado Bolsonaro sobre 5.571 mortes por coronavírus, diz site.

Publicado

20.mar.2020 - De máscara, presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participa de videoconferência com empresários - Isac Nóbrega/PR

20.mar.2020 – De máscara, presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participa de videoconferência com empresáriosImagem: Isac Nóbrega/PR

Um relatório da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) aponta que o novo coronavírus poderá chegar a 207.435 casos no país e causar a morte de até 5.571 pessoas em duas semanas, até 6 de abril. As informações são do site The Intercept Brasil, que teve acesso ao documento sigiloso.

Segundo o Intercept, o relatório é datado da última segunda-feira (23), às 22h10, e teria sido enviado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ontem, em pronunciamento em rede nacional, Bolsonaro criticou governadores e prefeitos por fecharem escolas e o comércio para evitar a propagação do coronavírus.

A projeção de 5.571 mortes leva em conta a evolução de casos oficiais e mortes causadas pelo coronavírus na China, Itália e Irã, países que estão entre os mais afetados pela pandemia.

Em um cenário menos pessimista, a Abin projeta 71.735 casos e 2.062 mortes até 6 de abril, considerando a evolução da pandemia na Alemanha e na França, países que adotaram medidas restritivas com mais rapidez para enfrentar a crise.

Leia mais:  Bolsonaro nega interferência em mudança da F1 para o Rio de Janeiro

Essas projeções são feitas diariamente pela Abin e a partir dos dados divulgados pelo Ministério da Saúde e podem variar bastante de um dia para o outro. Segundo o site, o relatório anterior, do último domingo (22) projetava 8.621 mortes até 5 de abril no pior cenário.

Medidas de contenção O relatório também analisa dados de outros países apontando que o avanço do coronavírus foi freado e os casos começaram a diminuir após a adoção de medidas restritivas. “Coreia do Sul, Irã e China conseguiram mudar a direção da reta, provavelmente depois da adoção de medidas de contenção”, diz o documento.

No caso da China, o relatório afirma que o país conseguiu diminuir a taxa de crescimento dos casos cerca de 10 a 15 dias depois da adoção de medidas de contenção, inclusive com “lockout” (fechamento da entrada e saída de pessoas) em municípios e províncias. “A partir desse período o número de casos novos parou de crescer na mesma taxa e o número de casos ativos começou a reduzir em função da melhora dos pacientes mais antigos”, diz a Abin no relatório.

Leia mais:  PDT suspende deputados que votaram a favor da reforma da Previdência

Porém, a adoção do isolamento imposto em cidades brasileiras vem sendo alvo de críticas de Bolsonaro, que defende o fim da quarentena e a volta das pessoas ao trabalho para evitar problemas na economia.

FONTE:UOL

Continue lendo

Política Nacional

Deputado José Medeiros se aposenta na PRF aos 49 anos e fatura R$ 47 mil por mês

Publicado

Morador de Rondonópolis, Medeiros passa a receber aposentadoria por sua atuação enquanto policial rodoviário federal e continua atuando como deputado

Por Welington Sabino

Assessoria

image

José Medeiros, hoje deputado federal pelo Podemos e pré-candidato ao Senado, completa 50 anos nesta quinta-feira (19). Conforme portaria publicada no Diário Oficial da União no dia 2 deste mês, Medeiros se aponsentou como policial rodoviário federal. Agora, ele passará a receber uma aposentadoria no valor aproximado de R$ 15 mil, além do salário de deputado no valor de R$ 33,7 mil. A portaria nº 278 que confirma a aposentadoria de Medeiros é assinada por Rômulo Fabrício Leite e Lopes, Diretor de Gestão de Pessoas da PRF.

“Conceder, com fundamento no artigo 1º, inciso II, alínea “a”, da Lei Complementar nº 51/1985, com redação dada pela Lei Complementar nº 144/2014, combinado com o artigo 3º da Emenda Constitucional nº 103/2019, aposentadoria voluntária integral a JOSE ANTONIO DOS SANTOS MEDEIROS, matrícula SIAPE nº 1068182, ocupante do cargo de Policial Rodoviário Federal, do Quadro Permanente de Pessoal deste Departamento, lotado na SPRF/MT, considerando o disposto no Processo nº 08661.001400/2020-12″, consta no documento.

Leia mais:  PDT suspende deputados que votaram a favor da reforma da Previdência

Morador de Rondonópolis (MT), José Medeiros já não exercia suas funções de policial rodoviário federal desde janeiro de 2015 quando se licenciou para assumir o cargo de senador com a renúncia de Pedro Taques, que naquela ocasião assumia o posto de governador de Mato Grosso pelo PDT. Medeiros era suplente de Taques.

No final de agosto de 2018, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) cassou o mandato de senador de José Medeiros por fraude na ata da convenção partidária em 2010, o que resultou na inversão da ordem dos suplentes. Medeiros seria o segundo suplente, mas após a “manobra” foi colocado como primeiro suplente e por isso assumiu a vaga quando Taques renunciou para ser governador.

Apesar da cassação, ele recorreu e conseguiu concluir o mandato. Depois, disputou as eleições de 2018 e foi eleito para uma das oito vagas de deputado federal para representar Mato Grosso em Brasília. Agora, ele está de olho na eleição suplementar que vai escolher um novo senador ou senadora para a cadeira de Selma Arruda, também do Podemos, que foi cassada por crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico. Na Câmara, Medeiros é aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro.

Leia mais:  Bolsonaro assina decreto que incentiva servidor ao trabalho voluntário

Reprodução

aposentadoria José Medeiros

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIX DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana