conecte-se conosco


Mato Grosso

Seplag capacita servidores em mapeamento de processos

Publicado

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Superintendência de Desenvolvimento Organizacional (SDO) e do Escritório de Gerenciamento de Processos (EGProcess/SDO), ministrou na última semana (de 03 a 05 de setembro), na Escola Fazendária, a capacitação em Introdução a BPMN (Business Process Management Notation).   

A atividade teve como objetivo habilitar os servidores públicos no uso da ferramenta de modelagem de processos organizacionais, adotada pelo Estado, em conformidade com o Decreto nº 1375, que institui o Manual Técnico de Processos e Procedimentos.

O Decreto estipulou prazo para elaboração dos manuais técnicos de processos e procedimentos do Poder Executivo estadual, tendo o ano de 2020 como limite para os processos dos órgãos centrais e 2022 para os órgãos/entidades finalísticas.

Ao todo, foram capacitados 42 servidores que atuam nas secretarias de Fazenda (Sefaz), de Saúde (SES), na Seplag e na Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

A Seplag é órgão central de desenvolvimento organizacional e tem entre as suas competências a de promover a governança de processos e disseminar a cultura de gestão por processos no âmbito do Poder Executivo estadual, por meio de capacitações em gestão por processos, workshops e oficinas (In company).

Leia mais:  Audiência pública sobre orçamento de 2020 é transferida para sexta-feira (20.09)

“A unidade do Escritório de Gerenciamento de Processos participa de projetos estratégicos do governo voltados para a melhoria continua dos processos organizacionais, tais como a modernização institucional do Intermat e a implantação do sistema estadual de gestão de documentos”, comenta a coordenadora do Escritório de Gerenciamento de Processos, Regina Imada Doy.

O EGProcess/SDO foi instituído em 2016 e desde então já capacitou mais de 700 servidores e atendeu mais de 25 órgãos e entidades contribuindo para a elaboração dos manuais e aprimoramento da gestão por processos no Estado.

(Supervisão de texto de Nayara Takahara).

Fonte: GOV MT
publicidade

Mato Grosso

Policia Militar apreende maconha escondida em fundo falso de veículo

Publicado

Policiais Militares apreenderam 65 tabletes de maconha escondidos em um fundo falso de um veículo Kombi, na noite desta sexta-feira (20.09), em Santo Antônio de Leverger. O suspeito detido com entorpecente, confessou que comprou a droga na Bolívia e que a entregaria em Campo Grande no Mato Grosso do Sul.

O suspeito A.S. (31 anos), foi preso depois de ser abordado por policiais que realizavam rondas na MT-361, zona rural de Santo Antônio de Leverger. Durante a abordagem, os policiais suspeitaram do homem que aparentava nervosismo e encaminharam o suspeito e o veículo até a Base da PM no município de Barão de Melgaço. Para checagem e entrevista minuciosa, a guarnição da PM contou o apoio de policiais da Força Tática e também do Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

Na vistoria no veículo foram encontrados vestígios de silicone e tinta fresca em uma parte interna da kombi, e localizado um fundo falso que escondia 65 tabletes de maconha.

A.S. confessou à polícia que comprou a droga na Bolívia e que teria que entregar o entorpecente na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A droga e o veículo foram apreendidos e o homem preso por tráfico de drogas.

Leia mais:  Rotam comemora aniversário com medalhas de reconhecimento

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Recuperação de nascente e plantio de mudas celebram dia da Árvore em Cuiabá

Publicado

Em comemoração ao Dia da Árvore, celebrado neste 21 de setembro, a secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), por meio da Superintendência de Educação Ambiental, iniciou nesta sexta-feira (20.09) a recuperação de nascente localizada na área da escola Municipal de Educação Básica 12 de outubro, no Jardim Itamarati, em Cuiabá. No local também foram plantadas mudas de espécies nativas do cerrado.

A recuperação da nascente é um trabalho de extrema importância. “Temos aqui uma nascente que está bastante degradada e com a ação de diversos parceiros vamos conseguir recuperar. Nós, como cidadãos, temos que buscar a preservação da natureza. A escola está de parabéns por abrir as portas e buscar recuperar esta nascente tão necessária para a comunidade. Não adianta fazermos as melhores políticas públicas e a sociedade não participar”, destacou a Secretária Adjunta de Gestão Ambiental, Luciane Bertinatto.

Dezenas de alunos participaram do evento, com apresentações culturais, pondo a mão na terra para realizar o plantio e, claro, exaltando a importância das árvores. “A árvore é importante porque a semente fica no meio então tem água dentro dela, por isso ela cresce e fica linda”. “ A árvore é nosso oxigênio”. “A árvore faz a gente respirar, se não molhar ou se cortar a gente fica sem ar”, são algumas das frases ditas pelos pequenos estudantes entre 6 e 8 anos.

Leia mais:  Polícia Militar participa da campanha de doação de sangue ‘De Mãos Dadas pela Vida’

A participação dos estudantes em uma ação que parece ser pequena, como o plantio de uma árvore e a recuperação de uma nascente, trará lembranças para a vida toda, exaltaram os participantes. “No futuro estas crianças poderão olhar as árvores e a nascente e entender a importância desta participação delas aqui hoje. É gratificante ver os órgãos ambientais se juntarem a sociedade para esta realização”, disse o representante do Projeto Verde Novo, do Juizado Volante Ambiental, Sérgio Savioli.

Entre os parceiros da Sema na ação está o Ministério Público de Mato Grosso, prefeitura de Cuiabá, 44º Batalhão de Infantaria Motorizado, Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental, Juizado Volante Ambiental (Juvam) e Instituto Ação Verde.

Vicente Falcão, do Instituto Ação Verde, exalta a parceria entre órgãos do Executivo e Judiciário para a realização do projeto. “Sem o envolvimento de todas estas instituições seria impossível. Mas não é só dever do poder público, a participação da sociedade garante que as sementes plantadas aqui hoje continuem sendo plantadas no dia a dia”.

Leia mais:  Sesp divulga resultado do processo seletivo para contratação de psiquiatras forenses

O promotor de justiça Gerson Barbosa, que coordena o ‘Água para o Futuro’, explica que o objetivo do projeto é proteger as nascentes e que das identificadas até o momento, 78% estão degradadas. “É um momento muito sublime que vai ficar marcado na história dos participantes, pois estas pessoas estarão recuperando uma destas nascentes que estão degradadas. Sem água nada na vida acontece”.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIZ DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana