conecte-se conosco


Política Nacional

STJ decide retornos no TCE dia 16

Publicado

Os 15 ministros do STJ devem decidir, no próximo dia 16, o destino dos cinco conselheiros do TCE-MT que o STF afastou, em setembro de 2017, sob a acusação de envolvimento com o esquema de propinas de Silval Barbosa.

Fonte:Folha Max

Leia mais:  CCJ vota na quarta parecer sobre projetos que sustam decreto de armas
publicidade

Política Nacional

Atricon apoia Maluf presidente do TCE-MT

Publicado

O presidente Atricon – que reúne membros dos Tribunais de Contas do Brasil – Fábio Túlio Filgueiras Nogueira declarou apoio incondicional à candidatura do conselheiro Guilherme Maluf à Presidência do Tribunal de Contas de Mato Grosso.

A declaração de apoio foi feita pelo presidente em reunião realizada na sede da Atricon nesta quarta (9), em Brasília. “O conselheiro Maluf reúne as melhores condições para assumir o cargo em função de sua experiência na área pública e minha expectativa é de que fará um excelente trabalho, célere, imparcial e de acordo com as normas do controle externo na fiscalização dos gastos públicos”, declarou o presidente da Atricon.

Com relação a parceria desenvolvida entre o TCE/MT e a Atricon, o conselheiro Fabio Túlio Filgueiras Nogueira ressaltou que a gestão de Maluf certamente “estará incorporada à missão da Atricon de aprimorar o sistema de controle externo dos Tribunais de Contas do Brasil, onde toda a estrutura das Cortes está direcionada à promoção da boa governança do dinheiro público.

Leia mais:  Congresso instala Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas

Lembrou também que tem ressaltado em diversos encontros realizados entre os TCEs que o “controle contemporâneo”, ultrapassa a análise da conformidade e legalidade dos gastos para buscar a efetividade das políticas públicas. “É um modelo que se coaduna à verdadeira essência da boa governança: o atendimento à cidadania”, realçou o presidente durante evento realizado recentemente no Rio de Janeiro.

Maluf destacou a importância do respaldo da Atricon para sua candidatura à presidente da Corte de Contas do Estado e comentou os desafios já lançados hoje pela instituição para o próximo biênio nos tribunais de contas de todo o Brasil.

“É fundamental nesse momento conseguir esse apoio para a disputa interna, nos garante um respaldo importante para que o processo de eleição seja de composição e não de divisão na Corte. Aproveito para parabenizar o presidente, conselheiro Fabio Nogueira, que aqui em Brasília já orientou para que todos os tribunais de contas do País engajem no desafio de encontrar uma solução para que os Estados consigam concluir as obras inacabadas, em especial as obras da Copa”, pontuou o conselheiro.

Leia mais:  Senado aprova fim de carência de planos de saúde para emergência

Maluf também explicou que a Atricon iniciou as discussões sobre a competência e responsabilidade dos TCEs terão no caso da aprovação da PEC 40 pelo Congresso, que prevê que as emendas parlamentares sejam destinadas diretamente para os municípios, sem passar pelos estados. Se a PEC passar, caberá aos tribunais promover a fiscalização dessas emendas.

Com a intenção de concorrer à presidência do TCE-MT, Maluf enfatizou que suas prioridades em uma futura gestão serão uma reforma administrativa visando adequação à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e a melhora no sistema de tecnologia da informação do tribunal.

Fonte:RdNews

Continue lendo

Política Nacional

Deputado José Riva é um mentiroso, afirma Sérgio Ricardo

Publicado

Amigos, aliados e dirigentes da Assembleia Legislativa, os ex-deputados José Riva e Sérgio Ricardo andavam em perfeita sintonia. Porém, com as operações desencadeadas e a prisão de Riva, acabaram afastando os dois políticos. “O deputado José Riva é um mentiroso. É um sujeito que não tem mais credibilidade nenhuma, em nada do que ele fala. Primeiro, eu não conheço a delação dele. Não sei quais são as mentiras que ele está dizendo agora, mas a Corte maior do país, o Supremo Tribunal Federal (STF) não aceitou a delação dele. De tão truncada que é. De tanta mentira. Descrédito em tudo que fala. O STF que é a corte maior disse que essa delação não tem consistência”, desabafou o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sérgio Ricardo.

Para ele, o ex-deputado já está condenado a mais de 80 anos e busca formas para diminuir as penas. “Fica jogando nas mentiras dele. O único o objetivo dele é diminuir as penas e não ser condenado em outras acusações que pesam contra ele”, acrescenta Sérgio.

Leia mais:  Votação de destaques da MP da Reforma Administrativa é adiada

Com relação a esses fatos, Sérgio afirma que viu depoimentos das pessoas que estão na Operação Imperador e todos os depoimentos dizem que o envolvido é o senhor José Riva. “Ele joga agora o nome do seo Edemar, que agora já morreu. Nos depoimentos, a viúva diz que ela chegou a acompanhar Edemar para levar dinheiro para José Riva. Sobre as empresas, todos eles foram ouvidos. E nenhum cita o nome do Sérgio Ricardo. Porque eu nunca estive lá. Tanto que não tenho nenhuma condenação contra mim. Ele tem 80 anos de condenação”, compara Sérgio Ricardo.

“José Riva busca mentir, mentir, mentir para diminuir. Nem o STF aceitou. Mas o mpe aceitou. Ele contina tendo oportunidade de mentir de caluniar e de acusar. Mas vai chegar o momento que ele vai ter que apresentar provas porque não pode ficar falando sem apresentar provas. Entao, ele que traga. Ele não traz prova porque não tem prova. Eu nunca estive envolvido em nenhuma irregularidade enquanto estive no comando da Assembleia ou primeira-secretaria. Tanto que não tenho condenações sobre mim. Entao, somos muito diferentes”, cita o conselheiro afastado do TCE.

Leia mais:  Governo vai continuar atuando para fortalecer o Coaf, diz Moro

Fonte:Gazeta Digital

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

SÃO FELIZ DO ARAGUAIA

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

MULHER

Mais Lidas da Semana